What does it mean to follow your heart?

Greetings in Portuguese / Cumprimentos em Inglês
August 3, 2017
Popular beaches in San Diego
August 21, 2017

What does it mean to follow your heart?

Over the past few years I`ve become a very reflective person. I actually remember when I started having this calling to develop self-knowledge and to dive deep into the unknown of my being. In the year 2012, after I ended a relationship where I was experiencing lots of anxiety, confusion and a nagging feeling of being divided between what my heart wanted and what my head thought was right for me.
The relationship I was in was perfect from the outside. I was with somebody that loved me, that cared about me, that did everything he could to see me happy. But deep inside I was unhappy. How come? You might ask. He was a wonderful man, his family loved me and we got along so well, he carried all the features that I like in a man…everybody said that we were meant for each other. So why? First it simply wasn`t the right timing. Second and most importantly, I was living that relationship from my head and not from my heart. I was manipulating life, trying to push it and get it my ways. I was craving approval and predictability; I wanted to prove to myself and to others that I could be with a perfect man and I could get what I wanted no matter what life had in store for me. My partner used to tell me that “Life is not a lego game. You must let things happen their own way”. This was merely one of the many lessons I learned from this incredible man.
It turns out that he found himself caught up in my overwhelm and at some point we saw ourselves planning a wedding that none of us was ready for. That only came to increase the anxiety and doubt that we were experiencing. The result? After bottling up so much of those feelings one day I decided that I no longer was going to live like that. I took the courage to follow my heart. Despite being so afraid,  I put an end to that relationship and started a new life from scratch.
Other two moments when listening to my heart was crucial were when I decided to leave my life behind back home in Brazil and come to the United States; and when I finally had the guts to start this blog. Again, my head was always trying to come up with obstacles and reasons not to do it. “What if people don’t read your stuff? How are you gonna survive without your parents if you live in a different country? What if you wanna go back after 1 month?” These thoughts create so much anxiety and they are very limiting. They make you stay forever in a comfort zone and they prevent you from experiencing beautiful things that life has to offer. But fortunately I was strong enough to silence my ego and let my heart guide me through my decisions. 

I`m sharing these stories with you because I want to give you a concrete example of the big challenge you can experience when you live from your head and don`t tune into your heart. The head is practical, analytical and guided by fear. The head is always questioning, analyzing and it`s always pushing you away from your true inner being. It seeks external success, security, stability; it feeds the ego and it often causes a lot of anxiety, doubt and pain.
Then what does it mean  to follow the desires that your heart is calling you towards?

 

I shall be telling this with a sigh
Somewhere ages and ages hence:
Two roads diverged in a wood, and I—
I took the one less traveled by,
And that has made all the difference. (Robert Frost, American poet)
It means listening to your intuition. Following your passions. Tune in to your heart and hear what it really wants. The heart energy is driven by love, abundance, passion, fulfillment. A good practical strategy to listen to your heart is to place your hand on your chest, close your eyes and ask yourself: What do I really want? Believe me, the answer is there. When you learn how to listen to your inner self, you no longer need to seek any answers in the outer world. You realize that all you`ve been searching outwardly you are have it inwardly.
Don’t get me wrong: living from your heart is also very scary. You might go against all conventional wisdom. Your family and friends will call you crazy and they`ll say that `you`re not the same`. You might disappoint people that had expectations on you. You might turn your world on its head but let me tell you this: there is no better feeling. Waking up every morning knowing that you`re simply following the desires that you heart is calling you towards. Everything starts to come together slowly and gradually, as it’s supposed to be. You feel whole, you feel united with yourself. You no longer feel divided.

 

“When your mind, when your heart, when your being is pulled in two directions simultaneously, you are creating hell. And when you are total, one, an organic unity…in that very organic unity, the flower of heaven start blossoming in you. When you are total, it is good; and when you are divided, it is evil. Divided you suffer; united, you dance, you sing, you celebrate“. (‘The Book of Understanding, Osho) 

 

After this door opened up to me, I never went back to not listening to my heart. Now, even the smallest decisions I make I always listen to my intuition because I know only then I can find true bliss and satisfaction. This phrase “follow your heart” became so remarkable to me that I even tattooed it in my body. I just can`t disconnect from my heart anymore.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

I hope you resonate with my words and if you haven`t done it yet, I really hope I can inspire you to start living a heart-centered life and always ask your inner guidance for help before making a decision. What is the situation in your life that you need to take action upon? Do you want to quit your job because you hate it and you`re only doing it because of the financial stability and status that it gives you? Do you want to start a new career from scratch but have no idea how it`s going to play out and what others will think of you? Do you want to put and end to a relationship that is making you miserable but you`re afraid that you`re gonna lose the reputation, security and stability that you developed throughout the years? Do you want to start a relationship with somebody that you`ve known for a long time but you`re scared about how to approach the person and you`re afraid of feeling rejected? Or you’re afraid that you’re gonna miss out on something else? You already have the courage that you need. Just open up and let it blossom! Sometimes we just have to say yes and figure it out later.
With much love,
Ludi.

 

P.S: If you`re interested in this topic I highly recommend you check out Connie Chapman`s blog (click here). She is a life coach from Australia and she`s this gorgeous soul that inspired me to start taking the courage to follow my heart. I stumbled upon this text in 2013 when I searched for `how to follow your heart`. I don`t believe in coincidence; everything happens for a reason. She turned out to be the guidance I needed to get started.

 

*************************************************************************************************************

Seguir o seu coração: o que realmente significa?

Nos últimos anos eu me tornei uma pessoa bastante reflexiva. Me lembro quando eu comecei a me instigar pelo auto-conhecimento e mergulhar em áreas até então desconhecidas dentro de mim mesma. Foi no ano 2012, depois que eu encerrei um relacionamento no qual eu estava vivenciando muita ansiedade, confusão e um sentimento de estar dividida entre o que meu coração queria e o que minha cabeça achava que era melhor para mim. 
O relacionamento no qual eu estava era perfeito aos olhos de quem estava fora. Eu estava com uma pessoa que me amava, que cuidava de mim e que fazia de tudo para me ver feliz. Mas no fundo, no fundo eu estava infeliz. Como pode? Você deve estar se perguntando. Ele era um homem incrível – ainda é -, sua família me adorava e nós nos dávamos incrivelmente bem. Ele possuía todas as características que eu gosto em um homem…todos diziam que éramos feitos um para o outro. Mas então, o que aconteceu? Bem, primeiro porque não era a hora certa. Segundo, eu estava vivendo aquele relacionamento pela minha cabeça, e não pelo meu coração. Eu estava manipulando a vida, forçando para que as coisas fossem do meu jeito, e não do jeito que elas devem ser naturalmente. Eu buscava aprovação dos outros e previsibilidade, segurança. Eu queria provar para mim mesma e para os outros que eu poderia estar com um homem ‘perfeito’ e que eu poderia conseguir qualquer coisa que eu quisesse, não importando o que a vida reservava pra mim. O que é mais interessante nisso tudo é que o meu próprio parceiro me dizia “A vida não é um jogo de lego” e que eu devia deixar as coisas acontecerem naturalmente. Essa foi apenas uma das lições que eu aprendi com essa pessoa incrível.
Acontece que ele também se viu misturado na minha confusão e chegou um momento em que nós começamos a planejar um casamento que nenhum de nós estava preparado para fazer. Isso veio apenas para ressaltar a ansiedade e dúvidas que estávamos vivenciando. O resultado? Depois de sufocar esses sentimentos por tanto tempo um dia eu decidi que não iria viver mais assim. Eu criei coragem para seguir meu coração. Apesar de estar com muito medo, coloquei um fim naquele relacionamento e iniciei uma vida do zero, completamente diferente.
Outros dois momentos nos quais ouvir meu coração foi crucial foram: quando decidi deixar a minha vida no Brasil para trás e vir para os Estados Unidos começar tudo do zero; e quando decidi finalmente criar coragem para criar esse blog e tirar esse projeto do papel. Obviamente, de novo minha cabeça criou centenas de motivos para não fazer: “E se ninguém ler o que você escrever?” “Como você vai sobreviver sem seus pais se você se mudar para um país diferente?” E se você quiser voltar pra casa depois de 1 mês?” Esses pensamentos geram ansiedade e são limitadores. Te fazem ficar preso em uma zona de conforto e te impedem de viver algo incrível que você não fazia a menor ideia do que poderia ser. Mas felizmente eu fui forte o suficiente para silenciar o meu ego e deixar o meu coração me guiar na tomada dessas decisões. 

Estou compartilhando essas histórias com vocês porque quero dar um exemplo concreto do tamanho desafio que podemos experienciar quando vivemos pela nossa cabeça e não pelo coração. A cabeça é prática, analítica e guiada pelo medo. A cabeça está sempre questionando, analisando e nos levando para mais longe da nossa verdadeira essência. A cabeça busca sucesso externo, segurança, estabilidade; ela alimenta o ego e muitas vezes causa muita ansiedade, dúvida e confusão.
Então o que significa seguir os desejos do seu coração?

 

Expresso essas palavras com um profundo suspiro
Em algum lugar há muitos e muitos anos atrás
Dois caminhos divergiam entre si, e eu-
Eu escolhi o caminho menos trilhado
E isso fez toda a diferença. (Robert Frost, poeta americano. Tradução livre e minha)
Significa ouvir a sua intuição. Seguir as suas paixões. Conectar-se com o seu coração e ouvir o que ele realmente quer. A energia do coração é uma energia de amor, abundância, paixão e satisfação. Uma estratégia prática para ouvir seu coração é colocar sua mão no peito, fechar os olhos e perguntar para si mesmo: O que eu realmente quero? Acredite, a resposta está aí dentro. Quando você aprende a ouvir o que vem de dentro, você para de procurar respostas lá fora. Você percebe que tudo que você vem buscando lá fora você já tem aí dentro.
Mas não se engane: viver pelo coração pode ser assustador. Pode ser que você vá contra toda a sabedoria convencional. Pode ser que sua família e amigos te chamem de louco e te digam que ‘você não é mais o(a) mesmo (a)’. Pode ser também que você decepcione pessoas que tinham expectativas sobre você. É bem capaz que você vire o seu mundo de ponta cabeça 🙂 Mas eu te falo uma coisa: não há sentimento melhor. Acordar todos os dias de manhã sabendo que você simplesmente está seguindo os desejos do seu coração. E os resultados? Eles simplesmente vão aparecendo, um a um, e as peças do quebra-cabeça vão se encaixando pouco a pouco. Você se sente completo(a), unido(a) consigo mesmo. Você não se sente mais dividido (a).

“Quando sua cabeça e seu coração estão sendo puxados em duas direções diferentes simultaneamente, você está criando o inferno. Mas quando você vive a totalidade e uma unidade orgânica… as flores do céu começam a brotar em você. Quando você está unido consigo mesmo, isso é bom; quando você está dividido, isso é ruim. Dividido você sofre; unido você dança, canta, celebra” (O Livro do Conhecimento, Osho, tradução livre e minha)

 

Depois que essa porta se abriu pra mim, eu nunca mais quero viver sem ouvir meu coração. Agora, até mesmo nas decisões pequenas eu sempre peço para que a minha intuição me dê as respostas que eu quero. Porque eu sei que só assim vou me sentir genuinamente feliz e satisfeita. Essa frase “siga seu coração” se tornou tão parte de mim que até tatuei-a no meu corpo. Eu simplesmente não consigo mais me desconectar do meu coração.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Bem, espero que você se identifique com algumas das palavras que escrevi aqui. Se você já vive sua vida guiada pelo coração e pela intuição, ótimo! Se ainda não, espero que eu possa te inspirar a começar. Qual é a situação na sua vida que você precisa mudar e quer que seu coração te oriente? Você quer largar um emprego que você não gosta e só está nele por causa da estabilidade financeira e status que ele te dá? Quer começar uma carreira do zero mas não faz a menor ideia de como vai ser e do que os outros vão pensar de você? Quer terminar um relacionamento que está te fazendo infeliz mas está com medo de que vai ferir a sua imagem, sua reputação e vai acabar com a segurança e estabilidade que te trouxe no decorrer dos anos? Quer começar um relacionamento com uma pessoa que você conhece há muito tempo mas está com medo de aproximar-se da pessoa por medo de se sentir rejeitado? Meu conselho é: vá em frente e faça o que sua intuição te diz. Você já tem a coragem de que precisa. Apenas se abra e deixe rolar! Às vezes apenas temos que dizer SIM e deixar as coisas se encaixarem depois. 
Com amor,
Ludi.
P.S: Se você se interessa por esse assunto eu recomendo MUITO dar uma olhada no blog dessa pessoa linda chamada Connie Chapman (clique aqui). O blog dela está todo em inglês mas se você ativar a função traduzir no seu navegador conseguirá ler tudo em português. Ela é uma orientadora/conselheira de vida (se podemos chamar assim) da Austrália e foi ela quem me inspirou a criar coragem para começar a seguir meu coração. Eu encontrei o blog dela por acaso em 2013 quando buscava essa frase no google. Eu não acredito em coincidência; nada acontece por acaso. Ela acabou sendo o guia que eu precisava para dar o primeiro passo.

 

 

2 Comments

  1. Kami says:

    “É bem capaz que você vire o seu mundo de ponta cabeça..”
    Delícia é recomeçar sempre e escutando a voz do coração a nos auxiliar, delícia é saber que podemos ser melhores e com mais completude! Delícia melhor é saber que a sociedade em que vivemos pode até nos influenciar mas a prioridade é seguir a voz do coração e respirar aliviada por não ser só mais uma pessoa alienada…
    Parabéns minha amiga pela sua coragem e força!
    Não pare de escrever, vc leva muito jeito pra coisa!😘😘

    • ludimilaviana says:

      Isso, amiga, você entendeu a mensagem. Infelizmente hoje em dia vemos muita gente no modo zumbi, alienadas como você disse, vivendo a vida sem nenhuma reflexão e fazendo tudo mecanicamente. Essa dinâmica de viver uma vida centrada no coração é desafiadora mas é realmente uma delícia!
      Amo saber que você gosta de ler as minhas palavras. Beijoss

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *